COMO É QUE OS INALANTES AFECTAM O CORPO?

O uso de inalantes pode causar dano ao coração, aos rins, ao cérebro, ao fígado, à medula óssea e outros órgãos.

Crédito fotográfico: Thomas Tamm

  • Os inalantes privam o corpo de oxigénio e forçam o coração a bater de forma irregular e mais rápida.

  • Os consumidores podem experimentar náuseas e sangramento no nariz e perder seu sentido da audição ou do cheiro. O uso crónico pode levar à perda de músculo e a um tom muscular reduzido, e os produtos químicos venenosos danificam gradualmente os pulmões e o sistema imunológico.

  • Um consumidor de inalantes arrisca–se a sofrer do Síndrome da Morte Súbita pelo Cheiro. A morte pode ocorrer na primeira ou na centésima vez que se usa um inalante.

“Foi um progresso contínuo cheirar cola, cheirar gás, cogumelos mágicos, que continuou até que eu completei 17 anos. Então comecei com a marijuana. Gastava o meu dinheiro em toda a marijuana que podia conseguir. Então já tinha idade para ir às discotecas, portanto comecei aí com anfetaminas e Ecstasy…

“Comecei a passar o tempo com pessoas que usavam heroína e depois estava a consumi–la mais e mais até estar viciado. Não tinha qualquer ideia do dano que me causaria mais adiante … que estaria a cumprir uma sentença de prisão após outra, a roubar as casas das pessoas, a roubar da minha família. Toda a dor e a angústia que causei foi pior que roubar–lhes as coisas materiais.” — Dennis

“Quando estava na 4.ª classe um suposto ‘amigo’ meu introduziu–me aos inalantes. Sendo tão jovem e não tendo um critério melhor, comecei a cheirar gás todos os dias até chegar ao 8.º ano. As minhas capacidades motoras estão bastante deterioradas e fico sentado por horas sem objectivo simplesmente a olhar o espaço sem que ao menos um só pensamento cruze a minha mente. É como se o meu corpo estivesse aqui, mas eu não. É–me difícil conservar postos de trabalho e tenho vivido só há já 12 anos. Pareço normal por fora, mas quando tento mostrar interesse e falar às mulheres é aparente que sou bastante vegetal. Estou farto de viver assim e preferiria estar morto do que continuar a viver a minha vida deste jeito porque isso é como se eu já estivesse morto de qualquer forma.”— John