O QUE É O ALCOOLISMO OU A DEPENDÊNCIA DE ÁLCOOL?

A dependência do álcool (alcoolismo) consta de quatro sintomas:

  • Desejo forte: uma forte necessidade ou compulsão, à bebida.
  • Perda de controlo: A incapacidade para limitar a própria forma de beber em qualquer ocasião.
  • Dependência física: sintomas de abstinência tais como náusea, suores, tremores e ansiedade acontecem quando o consumo de álcool é interrompido depois de um período de excesso de bebida.

Uma dependência séria pode levar a pessoa a apresentar sintomas de abstinência que coloquem em perigo a sua vida entre os quais encontram–se as convulsões, estas começam de 8 a 12 horas depois da última bebida. O delirium tremens (D.T.s), que começa 3 a 4 dias depois da última bebida e durante o qual a pessoa apresenta uma agitação extrema, tremores, alucinando e desligando–se da realidade.

  • Tolerância: a necessidade de beber grandes quantidades de álcool a fim de se sentir como se estivesse eufórico.

Um alcoólico, frequentemente dirá que pode deixar de beber a qualquer momento que decida – só que nunca “decide” fazê–lo. O alcoolismo não é um destino, mas sim uma progressão, um longo caminho de deterioração durante o qual a vida se vai tornando cada vez mais difícil.

“Quando decidi parar de beber, percebi que o álcool tinha tomado conta do meu corpo de tal maneira que não podia parar. Costumava tremer como se eu fosse arrebentar, começava a suar e não podia pensar até que tomasse outro copo. Não podia funcionar sem ele.

“Passei os ultimos 8 anos a entrar e a sair dos hospitais e clínicas de desintoxicação, a tentar entender o que tinha acontecido comigo, como foi possível não poder deixar. Foi o pior e mais longo pesadelo que tive na minha vida.” – Jan