HEROÍNA

A heroína normalmente é injectada, inalada ou fumada. É de alto poder viciante. A heroína entra no cérebro rapidamente, mas faz com que as pessoas pensem e reajam devagar, reduzindo a sua capacidade de tomar decisões. Causa dificuldades para recordar coisas.

O injectar–se a droga pode criar um risco de HIV, hepatite (doença do fígado) e outras doenças causadas por agulhas infectadas. Estes problemas de saúde podem ser transmitidos a parceiros sexuais ou recém–nascidos. A heroína é uma das três drogas mais frequentemente envolvidas em mortes relacionadas com o consumo de drogas. Violência e crimes estão associados ao seu uso.

Efeitos a curto Prazo:

Os heroinómanos experimentam confusão mental, náuseas e vómitos. A consciência da dor pode ficar inibida. As mulheres grávidas podem sofrer aborto espontâneo. As funções cardíacas abrandam e a função respiratória fica bastante reduzida, provocando algumas vezes a morte.

Efeitos a longo Prazo:

Veias danificadas e/ou colapsadas, infecções bacterianas dos vasos sanguíneos, as válvulas do coração, abcessos e outras infecções dos tecidos moles, e doenças do fígado ou dos rins. Podem surgir complicações pulmonares. O ato de compartilhar seringas e líquidos pode resultar em casos de hepatite B e C, HIV e outros tipos de vírus de origem sanguínea.


NOMES DE RUA


HEROÍNA: Chinesa Cristal H Tirito Cavalo Junk Caramelo Pó Smack Palha